Pin It

Mudras e seu verdadeiro segredo para manifestar riquezas

Os chakras

Entendendo o papel dos chakras e glândulas no corpo humano

Entendendo o papel dos chakras e glândulas no corpo humano

Comumente, cada um dos sete chakras e glândulas básicos do corpo está associado a locais específicos do corpo, como o coração, a garganta ou a coroa da cabeça. Mas quando você olha para um gráfico de chakra, você não vê a rede subjacente de glândulas (e seus órgãos próximos) governada e influenciada pelo sistema de chakras.

A função dos chakras é muito complexa, pois é um sistema de energia que se comunica com o corpo através de sistemas biológicos, como as glândulas endócrinas e o sistema nervoso, para mantê-lo equilibrado e saudável.

Para os propósitos deste artigo, vamos examinar mais de perto a associação entre os chakras e os sistemas endócrinos.

O sistema endócrino

Em sua superfície, o sistema endócrino parece bastante complexo. Mas quando você divide em suas partes individuais, não é tão ruim.

No geral, esta rede de glândulas é responsável pela produção, regulação e distribuição de hormônios por todo o corpo. Lançados na corrente sanguínea, os hormônios desempenham um papel crucial na capacidade do corpo de amadurecer, metabolizar nutrientes e funcionar.

Perspectiva Histórica dos Chakras e Glândulas

Parece que nenhuma correlação direta foi feita pelos sistemas de chakras tradicionais indianos entre as glândulas e os chakras. No entanto, a literatura moderna das culturas ocidental e oriental destaca a conexão entre cada um dos chakras primários e os sistemas endócrino e nervoso, bem como órgãos.

De acordo com Patricia Mercier em “A Bíblia do Chakra”, duas figuras ocidentais começaram a sugerir que a posição dos 7 chacras primários coincide com a localização dos nervos plexos, glândulas endócrinas e órgãos.

Leadbeater, um dos primeiros a lançar luz sobre o sistema de chakra no Ocidente, e Alice Bailey, teósofo e professor do conhecimento esotérico no início do 20 ª século, ambos começaram a traçar as conexões entre os chakras e a biologia do ser humano corpo.

Os 7 chakras e glândulas endócrinas

Cada um dos chakras do corpo é emparelhado com uma glândula endócrina e governa sua função. Então antes de irmos adiante, aqui estão cada um dos chakras, sua glândula correspondente e sua função:

  • Chakra da raiz (1a) – glândulas reprodutivas (testículos nos homens; ovários nas mulheres); controla o desenvolvimento sexual e secreta hormônios sexuais.
  • Chakra sacral (2ª) – glândulas supra-renais; regula o sistema imunológico e o metabolismo.
  • Chakra do Plexo Solar (3º) – Pâncreas; regula o metabolismo.
  • Chakra do coração (4º) – Timo; regula o sistema imunológico.
  • Chakra da garganta (5º) – glândula tireóide; regula a temperatura e o metabolismo do corpo.
  • Chakra do Terceiro Olho (6º) – glândula pituitária; produz hormônios e governa a função das cinco glândulas anteriores; às vezes, a glândula pineal está ligada ao chacra do terceiro olho, assim como ao chakra da coroa.
  • Chakra da Coroa (7º) – Glândula Pineal; regula ciclos biológicos, incluindo o sono.

Como os chakras e glândulas trabalham juntos

Distúrbios na energia sutil dos chacras se traduzem em manifestações físicas e sintomas que provavelmente estão associados às glândulas e órgãos correspondentes.

Não é para dizer que os chakras são físicos ou fisiológicos por natureza. Eles são considerados centros de energia que influenciam o nosso ser em muitos níveis, incluindo os níveis físico e biológico.

Sempre que um dos nossos centros de energia é desequilibrado por um bloqueio, podem ocorrer doenças físicas. É importante lembrar que os chakras funcionam no mesmo princípio que um pêndulo.

Se um deles é pouco ativo ou hiperativo, os sinais começarão a manifestar que está “fora de ritmo”. O equilíbrio dos chakras está em ordem.

A perturbação é sentida tanto no nível específico quanto no nível de outro chakra ou conjunto de chakras conectados a ele. Por exemplo, quando o chakra da garganta está bloqueado, você pode sentir dor de garganta, dor no pescoço ou laringite. Da mesma forma, quando o chakra do coração está fora de ordem, pode surgir pressão alta e problemas relacionados ao coração.

Exemplos de conexão entre o chakra e os sistemas glandulares

Chakra da Glândula Pituitária
Há duas glândulas de chakra que servem para regular globalmente a função glandular e biológica: o chakra da glândula pituitária e o chakra da glândula pineal.

A principal função da pituitária é regular a química do corpo. Localizada entre os olhos, esta glândula do tamanho de uma ervilha regula a emoção e o intelecto e trabalha em parceria com a glândula pineal para alcançar o equilíbrio geral
Chakra da Glândula Pineal
Essencialmente, a glândula pineal em forma de cone governa e (quando necessário) inibe a função da glândula pituitária. É o equilíbrio dessas duas glândulas que ajuda a facilitar a abertura do Terceiro Olho.
A glândula do timo e o chakra do coração
O chakra associado ao timo é o chakra do coração ou Anahata. Está localizado no centro do peito, ao nível dos ossos da clavícula.
Na cura dos chakras, é uma área útil para regular, pois influencia o estado do sistema nervoso e ajuda a acalmar a agitação.
Uma técnica simples de usar para interagir com a glândula timo é bater levemente com a ponta dos dedos, seja no centro do peito, no nível da clavícula, ou de cada lado, a cerca de 3 a 4 polegadas de distância. A primeira técnica acalma o sistema nervoso, a segunda tende a elevar o nível de energia.

Chakras e Órgãos

Além de cada chakra que governa uma das sete glândulas, lembre-se de que existem órgãos importantes que também são afetados. Aqui está uma lista de cada chakra e os órgãos que influencia:

  • Raiz – Testes, rins, espinha
  • Sacral – Bexiga, próstata, ovários, rins, vesícula biliar, intestino, baço
  • Plexo Solar – Intestinos, pâncreas, fígado, bexiga, estômago, espinha superior
  • Coração – coração, pulmões
  • Garganta – Tubos brônquicos, cordas vocais, sistema respiratório, todas as áreas da boca, incluindo língua e esôfago.
  • Terceiro Olho – Olhos, glândulas pituitária e pineal, cérebro
  • Coroa – Medula espinhal e tronco encefálico

Cura dos chakras e glândulas

Se você quiser liderar seu trabalho de cura de chakras no nível físico, as glândulas endócrinas são pontos de referência úteis. Eles representam uma conexão entre a natureza energética dos chakras e as funções físicas e fisiológicas do corpo.

Observe que outro ponto de entrada útil no equilíbrio do corpo energético é o sistema nervoso e seus múltiplos nexos, a maioria deles associados a glândulas e órgãos. Para preparar uma sessão de cura, pode ser útil relaxar e equilibrar o sistema nervoso e depois atingir uma glândula ou uma região específica do corpo.

Podemos regular a função dos chakras através de exercícios respiratórios, meditação, técnicas de relaxamento, mas também dieta e exercício.

Agindo no nível físico, nós apoiamos que as funções do chakra são múltiplos níveis, não apenas fisicamente, mas também psicologicamente, emocionalmente e espiritualmente. Trabalhando em um chakra, também afetamos todo o equilíbrio do sistema de chakras.

[Leia mais: Sua Glândula Pineal – O Terceiro Olho e Habilidades Psíquicas




Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.